Dec 30, 2007

help!

What should a girl do with a bad case of antagonistic good resolutions for the new year? And I mean antagonistic! Incompatible!
Let the law of the fittest prevail? Yeah, but good resolutions are unfit by definition...Which leaves two options:
- toss a coin.
- go see a shrink.
Or what?

Dec 29, 2007

zeroglotte - origines (1)

Je dois avoir 15 ans. Sur le bureau d'un ami allemand, je vois une lettre de son amoureuse, allemande elle aussi, qui s'efforce de lui écrire en français. La lettre, trois phrases, finit par
"il me faut de toi".
Moi qui pensais le séduire, j'abandonne l'idée illico. Rien de ce que je peux lui dire n'aura jamais la force de cette nécessité brute. KO technique.

Dec 28, 2007

Born in 1978

Not every baby has fairies bending benevolent bodies over his or hers craddle.
Lucia for example had none. Not a single one.
So her mother called in Tracy the neighbor.

To tell the truth, Tracy only cared about dogs and simple motives. But she pliantly bend her body and smiled at baby Lucia. She had not been called for the birth of any of the Arturos ( 6 by the time Lucia was conceived) and wouldn’t miss an opportunity to feel close. Most people wouldn’t.

Dec 27, 2007

Lúcia and the boys

I'm very sorry, but I forgot the face of the Arturo in my dream. But here they are, all of them, on the day Lúcia decided she had to face them and decide about her future, with or without the family.





-Oh my 17 brothers, my lovely Arturos, why is it that when I look at you there is no green in my eyes ?
(- Kein Frühling in meine Augen. Frühling... Schon immer wollt ich wissen, was wäre Spätling ?
- Spätling, Schwester, süsse Schwester, wäre wenn du jetzt endlich das Brennnesseln-spinnen lassen würdest.
- Aber wie kann ich’s lassen, wenn ihr nackt geht ?
- Wir gehen nicht immer nackt. Für Dich heute, ja. Damit Du uns sehen kannst, wie wir wirklich sind. Deine 17 Brüder. Arturo Fleming alle.
- Die Brennnesseln-kleider sind fast fertig. Jahre hab ich daran gespinnt, und dann gewebt. Das könnt ihr mir nicht antun.
- Und du glaubst, wir hätten Nesselstoff an unsere Haut gelassen? Im Punkto Tektilien lieben wir das Weiche, und überlassen das Brennen denen, die nie eine Wahl hatten.
-Wie ignorant von euch. Nebst Nesselngewebe wirkt selbst die feinste Seide wie ein schauderhaftes Schmiergelpapier. Aber sei es wie ihr wollt. Diese Luxusergebnisse einer langen langen Liebesarbeit werd ich für sehr viel Geld verkaufen und glücklich sein, fern von euch. Das wird also mein Spätling sein.
- Dein Spätling ?
- Ja. Mein später Frühling.)
- No green in your eyes?
- No green.
- We'll teach you to see some green, at least.
- Please do, I have waited long enough.

Dec 26, 2007

raio

zeroglotte a perguisoça fala demais lingua de camões.
jura aqui bem jurado que os próssimos posts vai glottear noutro idioma de fora. até pingo de sangue verte para selar a promessa. valor selado, pinguinho de nada.

(devo dizer: não está sozinha zeroglotte. O miúdo asiatico que escreve no computador ao lado dela (z. frequenta ciber-cavernas) gaba-se ao empregado de estar a escrever um poema em 3 linguas. Maldita curiosidade. Matou o gato.
ontem na rua cruzei-me com um, lustroso pelo cinzento, apetitoso e livre. Assobiei ao de leve para lhe atrair a atenção, que viesse, que o pudesse acariciar. Nem virou a cabeça sequer. É assim que se sentem os homens de piropos desprezados?)

os próssimos noutra lingua. si je mens je vais en enfer.

memória selectiva

Em Amsterdão, há 25 anos, tive um amante-de-uma-noite. Mais precisamente de uma noite e um dia… Enfim. Calhou que nesta noite ele estava de turno para o aquecimento da casa. A casa era um prédio de quatro ou cinco andares, onde vivia com muitos outros em comunidade. (No século passado estas coisas ainda aconteciam) O aquecimento era uma enorme caldeira adaptada para funcionar com madeiras recicladas, cuja fornalha precisava de combustÌvel com regularidade.
Assim foi que, à meio da nossa única noite, segui o meu amante à cave, cheia até ao tecto de tamancos mal-paridos, resultados dum erro numa fábrica dos arredores. Vezes e mais vezes enchi um carrinho de mão com as grossas solas de madeira, que ele depois vertia para as chamas.
Fazia na cave um calor luxuoso – a semana tinha sido gelada - o lume deitava laranjas movediços sobre o monte de tamancos, dávamo-nos bem a trabalhar. Os gestos encaixavam, o esforço era prazer. Não me recordo do nome dele, nem da cara. Nem de como fomos amantes. Ele nem sequer se deve lembrar de mim. Para ele, fogueira de tamancos era todos os dias.

Dec 24, 2007

espirito natalício

Dum poeta cujo nome esqueci, uma citação aproximativa:
" do lado de fora desta porta é que estou bem"

Dec 23, 2007

No comprendo!

A meio-caminho entre a casa de A. e a minha, há uma loja de animais.
Hoje, domingo, a cortina de ferro verde está corrida. Nada deixa adivinhar a multidão de vidas que ela esconde. Silenciosas vidas de peixe, tagarelas vidas das chinchillas. Não sei se hoje são chinchillas que habitam a montra sobrelotada, da última vez que passei por lá num dia útil, eram. Mas que vidas invisíveis se desunham numa chinfrineira de selva captiva, desunham-se.
Fico a ouvir um momento, plantada no passeio frente a cortina verde, todas as antenas de fora, barata tonta de tanto afiar o ouvido.
Passa um homem lento com um saco rosa.
Olha para mim e sorri.
Eis uma coisa que não carece de tradução.
Porque é que sempre prefiro o que não percebo? Será da possibilidade da surpresa? Da promessa de desconhecido?

Dec 22, 2007

orthographe

Oui, oui, bien sûr, la liberté est dans la maîtrise de la technique. De la langue, donc, qui est la seule technique de zeroglotte.
Mais sans le droit à l'intersalade linguistique, sans les clairières et les détours et les zones distraites où poussent les plus beaux chardons, que serait-il de zeroglotte?
zero, hé, hé, hé, zero.
Une nuit, sur la banquette arrière d'une voiture bondée, une femme qui lui prêtait un genou lui a parlé d'une sainte espagnole: Pentaglótis. Noire comme celles d'Einsiedeln et de Guadalupe. Un pélerinage miroite, porter à Pentaglótis un cierge de 26 lettres, combien ça fait en centimètres? L'allumer un jeudi.
Y aller à pied sous la pluie douce. Ne parler qu'aux hérissons.

Dec 21, 2007

Emília

Logo que foi viver para a casa, há 7 anos, Emília pediu ao senhório a autorização de fazer obras. Ele deu. Tirar uma parede parecia boa ideia, ter uma sala maior, um sítio para jantares, gentes. Mas era a primavera, a casa nova tinha tanta luz que ela se deixou estar assim, nos quartos estreitos. Jantares eram na marquise, todos ao molho a pairar sobre a frondosa nespereira das traseiras.
Pouco depois, o homem que vivia com ela foi morar para uma casa mais escura. Não era uma questão de luz, era uma questão de amor.
Emília viveu lá seis anos, pouco mais ou menos. É mã com datas, ela, nunca se lembra de quando é que as coisas aconteceram. Viveu nos quartos estreitos, muitos quartos para uma pessoa só. Mas havia a luz, e a nespereira.
Há dois meses, cortaram-na, à catanada. Uma árvore alta de quatro andares, forte, folhas gordas, flores de outubro, fruta de Abril, Maio. À catanada.
Ante-ontem Emília pediu um orçamento para as obras. Entretanto já não era só a parede para tirar, também caiu o tecto por cima da banheira, e no quarto das traseiras, tão fresco nas noites estivais, o salitre come as paredes.
Ah, e o caruncho no soalho. Grandes tábuas à antiga, será preciso mudar umas três.
De manhã, recebeu o orçamento. Modesto. Fazível. Imaginou-se instalada, confortável.
E agora?

Dec 20, 2007

Horties from A to Z

I dreamed of Arturo O. Fleming. In my dream he didn't look at all like my portrait of him. (post Dec.15 ) Not sad and dry and full of reproach and selfrighteousness. No even bald. Does somebody who obviously doesn't exist deserve a shot at ambivalence, at some richness of character? Well, I googled him. Only 3 hits, poor Arturo, all about GGP-spam. One site listed all his 17 brothers (they seem to work in the same field). They go from Arturo A. Fleming to Arturo Z. Fleming. How could their mother have so little imagination?
That's why my portrait isn't good. I just didn't get the right Arturo. The Arturo I draw, and the one I dreamed of are clearly two different brothers.
Do they have a sister?
Yes. She's called Lucia. For a long time now, she has been busy weaving shirts out of neetles for all of them.
Neetles, yes. I'm no native writer but i know all about neetles.

And you never asked how Arturo looked like in my dream.

Dec 16, 2007

Linha de Sintra

Dans le train derrière moi un aveugle. Il utilise un appareil de radio amateur qui débite de très étranges conversations. Pas louches, seulement incompréhensibles malgré la clarté des mots, décousues, et très évocatrices de mondes secrets auxquels les voyants n'auraient pas accès.

Dec 15, 2007

A fortnights crop (through the firewall)

The last brain-storming party of the GGP (Giant Genitals Peddlers) for the launching of their new SPAM campaign was once again hosted by annmarie curran

Though she seldom comes up with usable stuff ( C..kBigFernando, received 12.10.2007) she's said to have never served twice the same hors-d’œuvres. Everybody needs to eat.

Other attendants were:
arturo o. fleming








(CAUTION! she might be tight when you reach your new size, stretching may be required)
received 12.05.2007

Allegra Collier:












(have a significant penis Graciela)-
received 12.08.2007

Rich X. Avery











(Don't let your average-sized d..'k spoil your romance!)
received 12.11.2007
(Your wife will always crave for your new big rod)
received 12.15.2007

Of course they have been many more. Like many business-oriented organisations, the GGP are extraordinarily busy around christmas. It's party after party, their brains never stop storming.
I wish them some good nice sleep in the year to come.

Dec 13, 2007

mudança

Nunca mais como polvo.
Numa conferência sobre como fabricar a melhor pata para um robot
http://www.ted.com/index.php/talks/view/id/195
calhou-me um polvo difarçado de noz de coco.
Seis tentáculos pigmentados de escuro enrolados a volta da cabeça, voilà la noix, os dois restantes correndo sobre a areia, a procura do que procura um polvo, na ondulação duma praia do Pacífico.
Comer bicho intelligente é coisa quotidiana -que o digam os porcos- mas criatura com sentido de humor?
Impossível. Juro. Nunca mais.
As vacas não se disfarçam. Nem de nozes, nem de anjos, nem de zorro. Azar o delas.

tradiçao

À caminho da apresentação do livro de Irene Pimentel sobre a Mocidade Portuguesa Feminina, paro num cafe.
Atrás de mim dois homens. Um explica ao outro porqué é que gajas novas são melhores que as mais velhas. Nada a ver com firmezas e lisuras, desenganem-se. Ponto de partida:  Tenho de impor a minha vontade. Com as mais velhas é muito mais difícil, sabem o que querem, o que procuram, são mais ressabiadas. E são muito mais difíceis de impressionar, um gajo tem de estar sempre em upgrade. Enquanto uma mais nova, pegas nela e moldas, formas à tua vontade.
Meia hora mais tarde, as mesmas palavras: Moldar e formar. Os objectivos da MPF. Boa esposa, boa mãe, católica e obediente.
Mais tarde ainda, passo pelo estabelecimento prisional no topo do Parque Eduardo VII, com a sua arquitectura sarcástica de castelinho de Walt Disney. Um arco de luz por cima do portão pseudo-medieval desenha as palavras: boas festas.
Obrigada.

Dec 10, 2007

Magnus Bergstrom e Neves Reis

acabo de fazer uma coisa indigna de zeroglota:
(prazer proíbido, zeroglota se rebola)
fui ao prontuário ortográfico verificar enrubrescer.
Saiu-me enrubescer. de rubor portanto, não rubro. Pena.
Na coluna ao lado, encontrei entenebrecer.
Preciso, evocador. Mas se usar entenebrecer
vão me chamar de brasileira.
(O leãozinho para desentristecer é do melhor que há.
Aquele á de jubá. )
Que raio, já assim chamam. Nunca me importei. Também me chamam de belga.

Dec 9, 2007

vale tudo

Noël commence de partout. Les familles s’empilent le soir dans les voitures, les genoux encombrés de gâteaux.
Au café allemand de Graça, trois jeunes femmes attendent leur repas en consultant la flopée de pubs pour jouets qui ces jours-ci menace d’étouffer toutes les boîtes aux lettres. Elles comparent, elles hésitent. Très scientifique affaire.
Le serveur s’en mêle : il s’agit d’ordinateurs en plastique pour de très jeunes enfants, qui n’ordinent rien, ne font que faire semblant, des poupées d’ordinateurs dont on apprend à avoir besoin avant d’en avoir l’usage. 17 pulegadas, 3.50 €. Vale a pena, não vale ?

cansadita, zero, hoy. sin aliento. hoy, pois, vale tudo, que é para perder a vergonha.
Há quem diga que enrubrescer, isso é, tornar visível a vergonha, como índice de qualidade moral, tem a mesma causa que certos sorrisos: querer apaziguar quem nós queira mal.
uma manifestação de humildade, portanto.

as cores de ontem

Morula

8 de Dezembro, Imaculada Conceição, um bom dia para nascer.
Alias, tecnicamente já é dia 9.
O dia depois da Conceição. Bastula Gastrula.
et hop! Mas os dias só mudam de nome depois de dormir.
E de qualquer modo nascer atrasado só lhe fica bem.


Já agora, às cores. Não, sem cores. imagens será para amanhã.
Ou depois